Home / Artigos / Chefe ruim, como lidar com ele?

Chefe ruim, como lidar com ele?

Chefe ruim

Chefe ruim, como lidar com ele?

Se você tem um chefe ruim, verdadeiramente você tem a minha simpatia. Um chefe ruim é mais do que um problema de gripe entre amigos, ele ou ela pode prejudicar fortemente sua carreira, não fornecerá orientações e feedback necessário e ainda lhe dará críticas negativas em relação ao seu desempenho.

Um chefe ruim tem prazer em fazer você se sentir desvalorizado, e perguntando se deve começar a procurar algo novo. Mais antes de sair procurando outro emprego, seria muito mais sábio repensar como gerenciar melhor o chefe que já tem.

chefe ruim

Já trabalhei com alguns chefes não tão inspiradores e aprendi que eles fornecem oportunidades valiosas para o desenvolvimento de habilidades de liderança executiva e aprendizagem. Mais para isso você precisa ser proativo na procura e praticar um pouco de auto-liderança.

Então ao invés de pensar em seu chefe como seu chefe, passe a considerá-los como um cliente difícil – um que você tem que descobrir como trabalhar.

As estratégias a seguir irá ajudá-lo em seu caminho.

1 – Identifique as principais motivações

Quanto melhor você entender o que seu patrão faz e porque, assim você irá produzir resultados melhores e gerenciará as expectativas. Tente colocar-se de maneira a ver o mundo, o seu local de trabalho da melhor maneira que puder.

  • O que ele gosta?
  • O que o mantém acordado à noite?
  • O que ele ama mais e que ele iria amar menos em uma base diária?  
  • O que o assusta?
  • Que importância em impressionar os outros? 
  • Como é que ele mede o sucesso e o que ele pensa sobre o fracasso?

Ao saber o que impulsiona seu patrão, você pode enquadrar suas opiniões e usar a linguagem de forma que se alinham com os valores, preocupações e prioridades de seu patrão.

2 – Apoio ao seu sucesso: Trabalhe em torno de suas fraquezas

Jamais exponha seu chefe pois isso só irá agravar a situação e pode até mesmo prejudicar sua reputação.

Uma maneira de ajudar seu chefe é focar nos pontos fortes naturais dele, outra é trabalhar de forma proativa em torno dos pontos fracos. Se você sabe que seu chefe é desorganizado, então deve ajudá-lo ao estar no topo das coisas, em vez de lamenta-se sobre sua falta de capacidade de organização. Se seu chefe é esquecido, certifique-se de documentar as interações para que você possa consultá-las. Se você sabe que seu chefe é lento torne-se alguém que ele possa confiar para ajudá-lo a fazer seu trabalho, isso é um bem valioso pois você começa a olhar para o próximo de uma maneira diferente.

Ao fazer o que puder para ajudar seu patrão a  ter sucesso, você automaticamente estará estabelecendo uma base sólida para o seu próprio sucesso. As vezes as recompensa não é imediata, mas a longo prazo.

3 – Pegue a estrada: A sua marca pessoal está se firmando nele

Jamais permita que o mau comportamento do seu chefe seja a desculpa para o seu próprio. Infelizmente vemos isso com frequência nas empresas, as pessoas começam a sentir-se no direito de afrouxar, demorar mais tempo e almoços longos, perdem o interesse de um bom desempenho por causa de seu mau patrão. Você nunca sabe quem está assistindo ou ouvindo, mas pode ter certeza, essas pessoas podem abrir ou fechar oportunidades futuras para você. lembre-se, ao sair falando mal do seu chefe você fala mais sobre você do que sobre ele.

Mantenha sempre um comportamento calmo e profissional em lidar com um chefe difícil. Como Gandhi escreveu: “Seja a mudança que você quer ver no mundo.” Neste caso, aja como o líder que você deseja que seu chefe se torne.

4 – Dê ao seu chefe a chance de responder

Muitas vezes precisamos ter coragem para falar em vez de esconder em silêncio por medo de uma conversa estranha. Não vale apena ser covarde, precisamos lidar com as preocupações. Expor ao nosso chefe o que estamos sentindo é ao mesmo tempo dar a oportunidade dele saber o que está se passando, e abrir portas para que mudanças boas possam acontecer, dando ao seu chefe a chance para responder.

Quando você se aproxima com respeito e com um desejo genuíno de fazer as coisas funcionarem melhor, você pode abrir portas em todos os níveis de confiança, colaboração e resultados.

5 – Saber suas preferências: Adaptar-se a elas

Observe o estilo de comportamento do seu chefe, as preferências e o que irrita. Quanto mais você combinar seu estilo ao estilo de se comunicar do seu chefe, mais ele irá ouvir o que você está dizendo.

Trabalhar com as preferências de seu chefe é uma maneira óbvia de gerenciar sem ele nunca saber, e é uma habilidade fundamental de liderança para desenvolver independentemente do tipo de chefe que você está trabalhando.

6 – Não se deixe intimidar 

Normalmente os valentões obtêm energia a partir daqueles que respondem pelo medo encolhido e mostrado. Se você está fazendo o melhor trabalho que pode fazer, mantenha sempre a cabeça erguida e  mantenha-se firme. É necessário procurar a melhor maneira para desarmar uma situação difícil, em vez de responder com raiva, mais para isso é preciso muita prática, mas com o tempo você vai ficando melhor, e ele irá procurar outro lugar para dar seus chutes.

7 – Seja proativo: Faça sua pesquisa antes de saltar do navio

Claro que a melhor maneira é não ter um chefe ruim. Assim que você estiver olhando novas oportunidades ou dentro da organização que já trabalha ou mudar para outra empresa, todos devem investir um tempo para saber um pouco sobre a cultura, liderança e as práticas de gestão que são toleradas e apoiadas.

Se você está se movendo para uma nova organização, faça sua investigação para ter certeza que não está saltando da frigideira para o fogo. As vezes deixamos de tomar nota sobre os sinais de aviso de que o novo trabalho que estamos querendo vai ser pior. Uma boa oportunidade é tomar um café com uma pessoa que você conhece na nova empresa para poder ter uma noção sobre a cultura, engajamento dos funcionários, moral e estilo de gestão. Acredite investir algumas horas nessa pesquisa com certeza poderá poupá-lo de alguns anos de frustração.

Jamais tome uma atitude por impulso, seja paciente, faça suas investigações, em nenhum momento tente denegrir a imagem do seu chefe pois não sabemos quem está nos vendo e quais oportunidades estamos abrindo ou fechando. Seja fiel primeiramente ao seu foco, ao que você realmente quer, e tenha certeza que valerá apena todo conhecimento e experiência que você teve, e independentemente de qual empresa irá trabalhar você sempre poderá encontrar um chefe ruim, então é melhor saber lidar com eles.

Veja também:

About Ramon Luiz

Ramon Luiz, profissional com vasta experiência em vendas e gestão empresarial, desde 1999 trabalhando com marketing no varejo e gestão de empresas, especialista em gestão de times comerciais, vários prêmios conquistados em rede franquias e canais de distribuição. Mais de 25.000 novos clientes conquistados nos últimos 8 anos. Estudioso dedicado de economia, comportamento do consumidor, novos métodos de captação de clientes e novas tecnologias destinadas a vendas.

Check Also

Curso de Robótica Educacional

Visando alcançar um novo público a Microlins lança em Manaus o Curso de Robótica Educacional 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *